TIMI AUDIO
www.timiaudio.com.br
 
   
 
 
 
 
     
 
 
Eletrônica Hobby
 
   
 
     
 


Conselhos para quem quer se tornar um entusiasta
eletrônico, na área de áudio analógico. -
Parte 1

 
  Este texto é para as pessoas do bem, honestas. Pessoas inteligentes que jamais copiam o trabalho alheio e, de forma alguma incomodam o próximo com barulho ou qualquer outra forma de poluição. Pessoas que respeitam o meio ambiente, que gostam de música de qualidade e atividades saudáveis. Pessoas que sonham ou um dia sonharam com um mundo agradável para se viver e, no fundo do coração, ainda têm a esperança desse horizonte vir a existir.  
 


Se você procura por uma atividade gratificante para desenvolver habilidades ou usar de forma proveitosa a sua inteligência e criatividade, a eletrônica pode ser a escolha ideal.
A eletrônica analógica poderá proporcionar horas de estudos e trabalhos prazerosos e, possivelmente, te trará muitas alegrias.

 
 
 
Esta série de textos tem por objetivo incentivar o hobby da verdadeira eletrônica, voltada ao áudio residencial de alta qualidade e, talvez auxiliar os futuros engenheiros projetistas da mesma área.

 Eletrônica é uma ciência fascinante, e uma de suas “virtudes” é também ser um saudável e cativante hobby. Trabalhar com eletrônica analógica é agradável e nos recompensa com igual sentimento de realização. É uma atividade que pode ser exercida, indistintamente, por homens e mulheres. Se bem aplicada, a eletrônica, traz benefícios a todos. Não incomoda ninguém e, com cuidado e respeito pela eletricidade não é perigosa.
No presente texto, hobista é aquele que tem a eletrônica como um passatempo, montando eventualmente circuitos não muito complexos. Já o entusiasta é um hobista avançado, que busca continuamente aperfeiçoar seus conhecimentos, construir circuitos mais elaborados e, até mesmo, desenvolver seus próprios.

 
     
  Imagine ouvir sua própria voz no rádio, transmitida por um circuito que você mesmo montou.
Sintonizar sua emissora favorita em um rádio construído por você. Ou, ouvir uma bela canção reproduzida por um sistema de áudio que você desenvolveu. Analisar circuitos usando um maravilhoso osciloscópio que permite “ver” o movimento dos elétrons...
 
 
 
O entusiasta é um
hobista avançado


Sim, a eletrônica é fascinante! Não obstante, a juventude de hoje, infelizmente, parece ter pouco interesse em aprendê-la e, os componentes eletrônicos estão ficando difíceis de adquirir. Ainda assim vale a pena e, se um número expressivo de pessoas voltarem ou começarem a praticar a eletrônica, talvez, esse quadro seja revertido e, a eletrônica volte aos bons tempos, onde era um hobby popular. Importantes invenções e grandes empresas nasceram do hobby da eletrônica e radioamadorismo.
 
  Admito que, de minha parte, existe uma parcela de saudosismo, no que se refere ao fato da eletrônica ter estado entre os hobbies mais praticados na América. Mas, como eu trabalho profissionalmente como projetista de equipamentos eletrônicos, o saudosismo está mais nas lembranças do deslumbramento pela eletrônica, na juventude. E, em voltar a ver mais pessoas nesta área.  
  É importante preservar o que é bom, não deixando que conceitos errôneos, da moda, coloquem a perder a eletrônica de qualidade. Isso vale também para tudo na vida, incluindo a cultura social e os bons costumes.  
     
  Este primeiro texto (Parte – 1) está dividido em dois tópicos principais:  
     
  1 – Conselhos iniciais:  
     
  2 – Como estudar eletrônica:  
     
  No próximo texto (Parte – 2 ) abordarei um pouco a respeito de instrumentos.  
     
  Tanto este quanto os demais textos que seguirão não são um guia de como montar um laboratório. São apenas considerações acerca de alguns instrumentos e, principalmente, a respeito da ética profissional e pessoal, que está tão esquecida nos últimos tempos.  
     
  Conselhos iniciais:  
  Alguns preceitos importantes são:  
     
  Dedicação  
  Principalmente no início, tudo pode parecer difícil, então é importante se dedicar e ter persistência em qualquer atividade. Não desanime diante de algo que não funcionou. Tudo é aprendizado. E, não desista de um bom projeto só porque alguém te desanimou. Vou contar resumidamente uma história real:  
  Há décadas um jovem brasileiro inventou um novo sistema de transmissão. A ideia foi compartilhada com um amigo, mas este ridicularizou o jovem, e ele desanimado desistiu da ideia. Anos mais tarde o mesmo rapaz assistia a noticiários que destacavam o brilhantismo de um norte-americano para um sistema de transmissão similar. Tudo que o rapaz pensou foi:  
 
— Eu não deveria ter dado ouvidos ao amigo que me desanimou. Minha ideia era boa e talvez até melhor.
 
  — Creio que nunca mais contarei minhas ideias a alguém, vou tentar colocá-las em prática, sozinho, sem pedir opinião ou ajuda.  
 
Ele aprendeu a lição na prática, mas você não precisa passar por isso.
 
  É como diz a canção do 14 Bis *  
     
  “Nunca deixe que lhe digam que não vale a pena
Acreditar no sonho que se tem
Ou que seus planos nunca vão dar certo
Ou que você nunca vai ser alguém”
 
     
  * “Mais Uma Vez” - de Flávio Venturini e Renato Russo.  
     
  Ética, Respeito e Responsabilidade  
  Não é porque algo é possível de ser feito, que deva ser feito. Por exemplo: Sabemos que um amplificador de alta potência pode ser construído, mas também sabemos que ele não deve ser construído, por trazer sério prejuízo as vidas de muitas pessoas. A poluição sonora é extremamente nociva à saúde. Segundo a OMS, em muitos lugares, a perturbação do sossego por poluição sonora mata mais do que a poluição do ar.  
   
 
Antes de iniciar qualquer projeto, pergunte a si mesmo
se ele poderá prejudicar direta ou indiretamente alguém.
 
   
  Antes de iniciar qualquer projeto, pergunte a si mesmo se ele poderá prejudicar direta ou indiretamente alguém ou o meio ambiente. Se a resposta for afirmativa, desista e opte por outro que seja saudável, ético e, que contribua para um mundo melhor e não que o destrua. Devemos discernir o que é certo do que é errado. Esta é uma obrigação de todos.  
     
  Honestidade  
  Seja honesto com você e com os outros. Não se aproprie de projetos nem superestime ou subestime os seus. Se for contar a alguém, sobre os seus projetos, relate a verdade. Não despreze os defeitos que encontrar. E, não tente encontrar formas de escondê-los. Use sua inteligência para resolver tais defeitos. Fique feliz com os pontos positivos dos projetos e montagens e, entenda que conhecer os pontos negativos também será importante para o aprendizado.  
     
  Um trecho de um conto oriental diz:  
     
  “ — Devemos sempre agir com honestidade, buscando a felicidade, sem que a nossa alegria faça alguém infeliz”.  
     
  Discernimento  
  Imagine que você está desenvolvendo um pré-amplificador e precisa escolher um determinado componente para este. Pesquisando você encontra dois componentes muito interessantes para o projeto, sendo que um deles foi classificado como especial para áudio e o outro não.
—Você escolheria aquele cujo fabricante o classificou como especial para áudio ou aquele que tem as melhores características para o circuito em questão?
Pergunte a si mesmo:
— Quais os critérios que o fabricante usou para classificar tal componente como próprio para áudio? Estes são coerentes ou não?
Resgate a simplicidade de uma criança que sempre está questionando o ‘porquê’ das coisas. A criança sempre pergunta para o adulto. Já o adulto deveria perguntar a si mesmo e procurar respostas sábias.
 
     
  Conhecimento  
  Frequentemente tomamos decisões erradas em nossas vidas. A maioria delas advém da falta de experiência ou de assuntos que desconhecemos. Por esse motivo é óbvio que precisamos de conhecimento de eletrônica, para trabalhar com eletrônica.  
     
  Sabedoria, discernimento, conhecimento, ética, bom senso e muito mais são qualidades importantes no dia a dia de qualquer pessoa. Na eletrônica não é diferente.  
   
  Como estudar eletrônica e obter conhecimento:  
  É possível que cinquenta por cento de um hobby esteja no aprendizado. Ele é parte inseparável e, de valor inestimável.  
     
  Primeiro, é importante não começar errado  
  Talvez os piores lugares para tentar aprender eletrônica sejam: Fóruns, redes sociais, grupos de discussão, YouTube e similares.
Acompanho a internet desde os anos 90 (muito antes de existirem YouTube, Facebook, Google...) e acredito que tais mais desinformam do que informam, sobre qualquer assunto. O YouTube, por exemplo, está repleto de leigos se passando por professores de eletrônica. Claro que há algumas poucas pessoas bem-intencionadas e com muito conhecimento. Mas, o iniciante poderá não identificá-las e acabará não aprendendo eletrônica, ou pior, aprendendo coisas erradas. E, se estiver tentando aprender em vídeos de um farsante, ainda, correrá outros riscos. Pois, como sabemos a maior parte dos mentirosos rouba, assim como quem rouba, mente.
 
     
  Aprender o certo, desde o início, é a base para o sucesso. Ninguém faz nada na eletrônica sem o conhecimento da teoria. Por este motivo estudar é o primeiro passo.  
     
  No final dos anos 70, ainda jovem, eu tinha a eletrônica como hobby. Quando comecei a trabalhar na área, economizava o dinheiro do lanche para, ao fim do expediente - já noite-, pagar a passagem do ônibus que me levaria ao centro da cidade, com a finalidade de estudar eletrônica na biblioteca pública. Com menos de duas horas disponíveis (por vezes 30 minutos) e, baixa concentração de glicose no sangue, não posso dizer que o aproveitamento tenha sido ótimo ou que foi boa ideia tê-lo feito, mas aprendi coisas importantes lendo bons livros e revistas. Só comento isto porque o conhecimento adquirido foi importante para mim e, provavelmente, também será para você. A teoria da eletrônica não mudou, os mesmos textos daquele tempo ainda são aplicáveis aos dias de hoje. Naturalmente que você encontrará não apenas aqueles, mas novos e atualizados livros de eletrônica em uma biblioteca.  
     
  Certamente que a formação universitária é indispensável para o futuro profissional. Estamos, no entanto, tratando da eletrônica unicamente como um hobby, por mais avançado que seja. Diante disto é possível até mesmo ser autodidata. Atualmente, com a internet, deveria estar mais fácil para alguém obter conhecimento, mas a realidade não é bem esta. Vejo pessoas perdidas em meio às inúmeras mentiras técnicas divulgadas em vídeos sem qualquer credibilidade, muitas vezes porque virou moda trocar a leitura por assistir vídeos (com o claro interesse financeiro da Google ao direcionar pesquisas para o YouTube).  
     
  Cursos:  
  Como a ideia aqui não é o lado profissional da eletrônica, mas ter a eletrônica como um hobby avançado, não vou comentar a respeito de cursos universitários. Vamos pensar em alternativas bem mais modestas e não profissionalizantes. Uma possibilidade é fazer um curso técnico à distância, pois este terá uma sequência de ensino que pode ser difícil obter quando se é autodidata. Se mais tarde você desejar se tornar um profissional, então deverá, se possível, fazer uma graduação em Engenharia Eletrônica.  
     
  Cursos on-line ou mesmo por correspondência:  
  Não tenha preconceito de cursos por correspondência. Alguns são bons e lhe darão conhecimento suficiente para iniciar suas atividades de hobista ou entusiasta. Por certo que você terá que complementar seu conhecimento, estudando em livros e revistas. Mas, isso é indispensável mesmo que esteja cursando uma faculdade. Cursos à distância são, teoricamente, mais seguros no sentido biológico, econômicos e, você estuda em seu tempo livre. Ou seja, o curso já fará parte do hobby.  
     
  Algumas opções de cursos:  
  Instituto Monitor:  
  O Instituto Rádio Técnico Monitor é uma escola pioneira, sendo esta fundada em 1939. Em 1942 o comércio eletrônico na região da Santa Efigênia, ali se instalou para, originalmente, atender o Instituto. E, em 1947 eles passaram a editar a, infelizmente extinta, Revista Monitor de Rádio e Televisão.  
  https://www.institutomonitor.com.br  
     
  Instituto Universal Brasileiro—IUB:  
  Foi instituído em 1941, por um ex-sócio-fundador do Instituto Rádio Técnico Monitor. Gozando igualmente de prestígio no setor.  
  https://www.institutouniversal.com.br  
     
  Curso gratuito.  
  O veterano Newton C. Braga (ex-editor-chefe da saudosa revista Saber Eletrônica, dentre outras importantes atividades) disponibiliza um curso gratuito de eletrônica.  
  http://www.newtoncbraga.com.br  
     
  Tente se programar de forma que o estudo se torne agradável. E, seja perseverante.  
  Na segunda parte comentarei a respeito de Instrumentos de Medição. - Parte 2  
     
   
Fábio Maurício Timi - 19849.0
 
     
 
     
     
     
 
© Copyright 1997-2021 TIMI AUDIO.  All rights reserved ALERTA SOBRE FRAUDE
Firefox

 
 

O conteúdo deste site é protegido por direitos autorais e não pode ser duplicado, publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização escrita.